13 de jul de 2011

Lição 27 - Pense Magro - Domine a Técnica das 7 Perguntas

Boa Tarde!!!!!


Sem novidades... aliás, essa semana sei não... abusei de tudo um pouco: segunda comi pipoca, ontem comi o resto da pipoca e o meu organismo reclama, excesso de óleo, e fiz uma gelatina colorida para o Anjo (que é adorador de doces) e experimentei um pouco mais do que o recomendável... abusei e tenho que me observar para esses abusos não virarem regras e sim EXTREMAS excessões....


Muitos passos tem que ser dados rumo ao emagrecimento e à consciência de que tudo mudou e que a mudança é para sempre...


Ontem, em uma conversa assim assim com o Anjo, percebi que "caiu a ficha" dele da gravidade que é, ter diabetes.... lembram que há algumas semanas eu estressei e fui na emergência do convênio, pois a hipoglicemia estava acontecendo com uma certa frequência??


Bem - amanhã colho o sangue e farei a investigação da tireóde, da diabetes, colesterol e triglicérides, além de eletrocardiograma, um pequeno check up para para manter a dieta em perspectiva de ir em busca de saúde e melhoras para todos os lados de minha vida....


A Lição do Pense Magro hoje não é uma das mais fáceis, tanto que já postei no Grupo faz um baita tempo e ainda não tinha "sentado" e praticado, engraçado, umas foram tão simples e parecem já incorporadas, mas outras, são impossíveis (claro que ler o livro é exatamente para mudar a cristalização)...

Essa Técnica deve ser usada para a criação de mais cartões de enfrentamento, por enquanto as sugestões do livro são meus cartões e conforme acho uma frase motivacional acrescento... é sempre bom nos vigiar...


A TÉCNICA DAS SETE PERGUNTAS

1. Que tipo de erro cognitivo estou cometendo? (Faça uma revisão no dia 26 para ajudá-lo a escolher as respostas a essas questões

Erro Cognitivo n°2: Adivinhação negativa do futuro;
Erro Cognitivo n°3: Leitura excessivamente positiva do futuro;
Erro Cognitivo n°4: Raciocínio Emocional;
Erro Cognitivo n°7: Regras Disfuncionais; 
Erro Cognitivo n°8: Justificação;
Erro Cognitivo n°9: Maximização.

2. Qual a evidencia de que esse pensamento não seja verdadeiro, ou, pelo menos, não seja totalmente verdadeiro)?
 
Erro Cognitivo n°2: Adivinhação negativa do futuro;
Visto que eu não emagreci nesta semana, nunca conseguirei emagrecer.  
É claro que estou emagrecendo, gostaria de um ritmo um pouco maior, mas estou emagrecendo, a balança diz isso.
Erro Cognitivo n°3: Leitura excessivamente positiva do futuro; 
Conseguirei comer só um pedacinho desta comida que desejo, ficarei satisfeito e pararei de comer, ou, só hoje, só mais uma...
Apesar que ler o Livro Pense Magro me traz a segurança que agora aprenderei a comer com mais respeito a mim mesma, preciso aprender que cada excessão que abro, eu faço meu músculo da "resistência" ficar fraco, preciso sempre lembrar que "Não tenho Escolha"

Erro Cognitivo n°4: Raciocínio Emocional;
Se eu tenho a sensação de que fracassei por me desviar da dieta então eu sou, de fato, um fracasso.
Nossa - essa insegurança é a pior, quando a balança não aponta o peso esperado: 100g a menos por dia, ou 700g no final de uma semana, é MUITO frustrante - sempre me vigio e me aviso "PACIÊNCIA" - levei 20 anos para chegar em meus 35 quilos a mais, claro que não quero levar mais 20 emagrecendo, mas não dá para ser depressa, apesar de ler tantas histórias de pessoas que emagreceram em 10 meses e eu mesma já ter emagrecido 15Kg em 9 meses...
PACIÊNCIA!!!!!!!!! 

Erro Cognitivo n°7: Regras Disfuncionais; 
Não consigo desperdiçar comida.
Quando vi que esse pensamento era sabotador, não tive dúvidas, prefiro ir toda semana fazer compras do que comprar em excesso.. faço menos comida e acabo assim comendo comida sempre fresca... apesar de ter procurado adaptar o ambiente para vencer essa sabotagem e me sentir bem sucedida, prefiro ficar de olho e me vigiar...
 
Erro Cognitivo n°8: Justificação;
Eu mereço comer isto porque estou muito estressado
Vou me despedir, é a última vez que ou comer....
Já fiz isso INCONTÁVEIS vezes em minha vida, acho eu ser o "Erro Cognitivo" que mais me prejudica e que mais é "fácil" embotar o cérebro em termos de alimentação...
Acredito que justificamos TUDO, em todos os âmbitos de nossas vidas: família, emocional, situações mal sucedidas... justificamos por que não somos felizes e muitas vezes incultando a responsabilidade em terceiros - até usando a justificativa de não fazer "desfeita" para a pessoa que nos oferta comida - não comentei no blog na semana passada, mas literalmente fui obrigada a comer pudim para não fazer desfeita a minha mãe - a solução? "belisquei" porções, ainda bem que ela mesma sabe que não sou fã de pudim e o "resto" foi para o Anjo... ele que me "cutucou" então dividisse calorias - risos... (para quem acha que eu deveria dizer não... é uma situação familiar que geraria muito conflito, então no momento o melhor era dizer sim, mesmo que fosse um alimento não planejado)...
Aprendi no VP sempre deixar "faltarem calorias" - para, em casos de extrema necessidade, se fugirmos da alimentação planejada, essas calorias poderem ser usadas sem crise de consciência, mas sei que essas situações se enquadram naquele cartão de enfrentamento que sempre temos que lembrar "NÃO ESTÁ CERTO SAIR DO PLANO ALIMENTAR" - está combinado???

Erro Cognitivo n°9: Maximização.
Exemplos: Você faz a situação parecer maior ou pior do que e realmente.  Eu não tenho força de vontade.
Às vezes me sinto assim mesmo - FRUSTRADA - e aí vem a vozinha que já é minha amiga de jornada: PACIÊNCIA!!!!!!!!!
3. Existe uma explicação alternativa ou outra maneira de ver esta situação?
Já estou trabalhando intimamente com cada uma ... é minha função e minha vida que eu tenho que melhorar.
4. Qual o resultado mais realista para esta situação?
Ler, reler e entender o "Pense Magro" - aprender a cada dia a me conhecer e saber meus limites.
5. Qual é o efeito de acreditar neste pensamento e qual seria o efeito de acreditar em um pensamento diferente?
Quando deixar de ouvir as vozes sabotadoras serei privelegiada com a Fé - aumentar a fé em ser bem sucedida em minha dieta.

6. 0 que eu diria [a um amigo ou membro da família] se eles estivessem nesta mesma situação e tivessem os mesmos pensamentos?
Diria que o tempo é curto e que a vida passa, mas que tem que ser tudo com qualidade, o que ela preferiria, deixar os pensamentos negativos dominar e no final não conseguir alcançar a meta? Ou vencer cada insegurança e ser vitoriosa?
7. O que devo fazer agora?
Acreditar em mim, ler meus cartões de enfrentamento e apostar em um planejamento alimentar com mais dedicação.

Viu?? Ainda falta muito para me lapidar - a mesma conversa de ontem - estou com muita falta de energia....

Preciso urgentemente de "recarregar minha bateria" e seguir com mais segurança a dieta, mas acho que realmente, fugir do planejado nos enfraquece.....




Compromissos Lição 27

Quando eu aceitar o fato que é dessa forma que tenho que monitorar minha alimentação, fazer dieta será mais fácil.

Lista das Tarefas de Hoje
 
Vou dar uma olhada nos pensamentos sabotadores que identifiquei até agora e irei: já fiz, postei no BLOG e documentei cada impressão e trabalharei para me sabotar menos, lendo mais meus cartões de enfrentamento quando perceber que estou saindo do planejado (hoje já fiz isso duas vezes, estou chateada, é a quarta vez na semana)

Marque as tarefas que você completou.
Para qualquer item que não tenha completado, anote agora a data em que irá completá-lo.

____Li, pelo menos duas vezes hoje, os Cartões de Enfrentamento das Vantagens de emagrecimento, NÃO TENHO ESCOLHA, Não está Certo e Volte aos Trilhos
(X) Sim ( ) Não

____Li outros Cartões de Enfrentamento quando foi necessário
(X) Sim () Não

___Comi devagar, sentado e observando cada porção.
(X) Sim () Não

Assinale um item:
 Todas as vezes ()  A maioria das vezes (X)   Algumas vezes()
 
___Elogiei-me quando em engajei em comportamentos funcionais para a Dieta
Assinale um item:
Todas as vezes() A maioria das vezes (X) Algumas vezes()

___ Fiz exercícios espontâneo hoje 
         (X) em todas as oportunidades    ()algumas vezes
             ()Uma vez ou duas vezes            ()Nenhuma vez
____N____ Fiz exercícios físicos planejados
____S____ Fiz um planejamento alimentar escrito para amanhã.
____S____ Monitorei por escrito todos os alimentos consumidos hoje, logo após as refeições.
____S____ Esforcei-me para aceitar o que tenho que fazer para emagrecer (PACIÊNCIA).
____S____ Usei a Técnica das 7 Perguntas para criar os cartões de enfrentamento.


Nenhum comentário:

A semana passou e...

Boa Tarde!! A semana anterior foi produtiva!! Já fiz 3 lições do "Pense Magro" - embora precise ser mais assertiva, sei ...

Cartão de Enfrentamento

Tanto quanto eu quero comer esta comida e aproveitar um ou dois minutos de prazer, emagrecer é muito importante para mim.

Todas as dietas capacitam você para o emagrecimento obedecendo ao mesmo princípio, fazendo você comer menos calorias.

Escolha uma dieta que lhe permita comer uma variedade razoável de alimentos. Você poderá emagrecer mesmo que a dieta não seja nutritiva, mas seu corpo se rebela - e você engorda outra vez.

Este programa ensina você a modificar sua dieta através do processo de indulgências planejadas inseridas em toda programação alimentar: Isto pode ajudá-lo a aderir a dieta por muito mais tempo.

Quando eu aceitar os exercícios como essenciais e começar a praticá-los constantemente, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu tiver um Técnico que esteja me dando apoio e me ajudando regularmente, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu fizer mudanças em casa e no trabalho para afastar qualquer tentação, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu aceitar o fato de fazer dieta exigir tempo e energia, e de que eu preciso adaptar meu planejamento diário, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu aceitar o fato de que tenho de comer devagar e prestar atenção em cada porção do que estou comendo, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu conseguir desenvolver minha autoconfiança por meio de concessão de elogios, fazer dieta será mais fácil!!

Quando eu aceitar o fato de que tenho de me sentar sempre que for comer qualquer coisa, fazer dieta será mais fácil!

Quando eu aceitar o fato de que preciso ter uma programação alimentar saudável para toda a minha vida, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu Lembrar continuamente de todas as razões pelas quais quero emagrecer, fazer dieta será mais fácil. - Não Tenho Escolha!

Não tenho escolha.

Quando eu aceitar o fato de que tenho que emagrecer 2 quilos de cada vez, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu aprender a reconhecer a diferença entre fome e o desejo incontrolável de comer, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu superar minha intolerância à fome, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu parar de ceder aos desejos e eles se tornarem mais fracos, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu aceitar que tenho que escrever um plano alimentar todas as noites para o dia seguinte, fazer dieta será mais fácil.

Não é certo comer alimentos não planejados!

Quando eu aceitar o fato de que tenho que monitorar minha alimentação por escrito, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu aceitar o fato de que devo desistir da alimentação espontânea, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu aprender a parar de comer, mesmo que ainda tenha comida no prato, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu conseguir modificar meu conceito de saciedade, fazer dieta será mais fácil.

Se não consegue fazer uma caminhada, quase apressadamente, depois da refeição, significa que você comeu em exagero e talvez tenha uma definição irrealista de saciedade

Para ter sucesso em sua meta de emagrecer e não voltar a engordar, é preciso se acostumar a não comer além da quantidade estabelecida no planejamento alimentar.

Se você quiser ser bem sucedido na meta de emagrecer e não voltar a engordar é necessário aprender a reconhecer o seu ponto de satisfação e, então parar, imediatamente, de comer.

Quando eu parar de me enganar sobre minha alimentação, fazer dieta será mais fácil

Volte aos trilhos:
Se eu comer o que não devo, ainda assim, não terei estragado tudo. Isso não e o fim do mundo. Eu posso retomar meu planejamento alimentar neste minuto. Só porque cometi um erro, não significa que tenho que continuar comendo. Isso não faz sentido. E milhões de vezes melhor parar agora do que me dar permissão para comer mais.

Quando eu encarar meus deslizes apenas como erros e me decidir comprometer novamente, no mesmo momento, com o planejamento alimentar, fazer dieta será mais fácil.

Certo dia a balança vai registrar exatamente o peso que deveria registrar: em função daquilo que você come, da energia que gastou nos últimos dias, da quantidade de líquido retido e de outras influências biológicas.

Quando eu aprender a usar o resultado da balança como informação para guiar meu planejamento alimentar, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu aceitar as mudanças que preciso realizar, fazer dieta será mais fácil.

Paciência!!!!

Vou me esforçar para aceitar o que tenho que fazer para emagrecer (PACIÊNCIA)

Fazer dieta pode não ser justo, mas eu tenho duas escolhas: eu posso ficar com pena de mim, parar de seguir meu planejamento, não atingir minha meta e continuar a me sentir infeliz comigo mesmo ou então eu posso praticar a empatia comigo mesmo, mas ir em frente e fazer o que sei que preciso.
Todo mundo experimenta algum tipo de injustiça na vida.
Essa é uma das minhas.
Além disso, a grande injustiça comigo seria deixar que essas desculpas me impedissem de atingir a meta que eu quero tanto alcançar.

Quando me parecer injusto não poder comer alguma coisa, reconhecer que estou certa. Então, me perguntar: Que injustiça eu devo escolher: não poder comer isto ou não emagrecer? Então, responder: "Paciência" e ir em frente.

Quando eu deixar de dizer para mim mesmo que fazer dieta não é justo, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu focalizar meus esforços apenas no que tenho que fazer hoje, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu estiver bem treinado para a identificar meus pensamentos sabotadores, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu reconhecer, de imediato, meus erros cognitivos, fazer dieta será mais fácil.

Quanto mais você praticar idéias anti-sabotadoras, mais automaticamente reagirá aos seus pensamentos sabotadores, mesmo sem os Cartões de Enfrentamento.

Não é verdade que não consigo me controlar. É que não quero me controlar exatamente neste momento. Este desejo por comida está forte, mas há uma porção de coisas que posso fazer para contrariá-lo. Ficarei contente por contrariar estes pensamentos.

Quando eu aceitar o fato que é dessa forma que tenho que monitorar minha alimentação, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu aprender a usar a balança como instrumento de informação para orientar meus esforços, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu acreditar firmemente que eu tenho o direito de falar não aos que insistem para eu comer, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu começar a me preparar antecipadamente para comer fora, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu aceitar que tenho que seguir uma estratégia de dieta nas férias, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu começar a usar outras estratégias, que não a
comida, para me acalmar, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu acreditar em mim, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu tomar medidas para reduzir meu estresse, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu aceitar os exercícios como essenciais e começar a praticá-los constantemente, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu der os primeiros passos para para enriquecer a minha vida, fazer dieta será mais fácil.

Quando eu criar uma Rotina consistente do uso das Habilidades para emagrecer, fazer dieta será mais fácil.